quinta-feira, 3 de julho de 2014

corpo do conto

Corpo do conto

Eu sempre fui um marido presente em casa, mas em alguns momentos eu dava minhas escapadas, adorava trair, era algo instintivo, não sei explicar o motivo mas pensava que isto era o ápice do prazer, fazer sexo com desconhecidos, não importava se homem ou mulher ou mesmo casais, só que graças ao meu jeito relapso tudo estava por mudar.
No decorrer dos anos minha esposa sabia que eu a traia, e isto bloqueava termos uma vida sexual saudável, então um belo dia ela leu um email que eu trocava com outro homem, o que deveria ter sido o fim de vez foi o renascimento de nosso casamento. Ela passou a me estimular mais, passamos a transar com mais freqüência, me iniciou na inversão, e muito mais, passou a dedicar um bom tempo para as preliminares, algo que amo, nossos sexos orais passaram a ser muito prazerosos, a mudança foi tão radical que deixei meus casos de lado, parei de sair com algumas mulheres que sempre saia, e também parei de procurar homem.
Uma noite depois de transarmos feito doidos, e após pensar bastante resolvi abri todo o jogo, e contei tudo a ela, refleti e percebi que ela era a mulher da minha vida que eu a amava, e que seria a hora de arriscar tudo, pois sabia que aquela era a hora, e para minha surpresa ela disse que sabia que eu era Bi, que eu a traía, mas me amava, e também que a relação que meus filhos tinham comigo pesaram bastante em não sair de casa, e após este momento tudo mudou, agora vejo que chegamos ao ápice do prazer. E após esta longa conversa, que já havia sido fruto de uma excelente noite de sexo e prazer tudo recomeçou.
Ela foi me beijando o peito, descendo por minha barriga até chegar ao meu cacete que ela tanto tem adorado agora, chupava com vontade, lambia ele todo, suas mãos brincavam com minhas bolas, minha coxa, minha virilha e até com meu cuzinho, mas eu percebi que desta vez ela me chupava com paixão, com vontade, com desejo, fui puxando suas pernas para próximo de mim, então fomos nos ajeitando em posição invertida e quando coloquei meus dedos em sua buceta percebi o quanto ela estava gostando daquela situação, sua bucetinha pingava, encharcada, não resisti e puxei sua cintura para mais próximo a mim, e ficamos fazendo um 69 fantástico, minha boca sugava toda sua bucetinha, lambia ela toda, dava leves mordidas, meus braços circundavam sua cintura, apertava sua bundinha, alisava seu cuzinho e dedilhava sua bucetinha, minha língua chupava demais seu grelinho, ela rebolava na minha boca, enquanto sua boquinha engolia meu cacete, comecei meter de leve na sua boquinha também, a coisa foi tomando uma proporção tão grande de prazer, que ela gozou, sua buceta ficou “alagada”, minha boca toda lambuzada, suas pernas tremeram, e sua boca apertou ainda mais meu cacete, acelerando as chupadas, e seu dedinho foi deslizando pra dentro da minha bundinha, e gozei demais também, tudo dentro de sua boquinha, a primeira vez, ela cuspiu tudo, mas para quem nunca tinha deixado nem gozar na cara, dentro da boquinha foi demais.
Caímos cada um para um lado, mas a vontade de estarmos ligados e unidos era tão forte que meio cambaleando me levantei, abri suas pernas e deitei-me sobre ela, ficamos nos beijando, nos acariciando, namorando. Meu cacete foi endurecendo novamente, quando ele estava rijo, deslizou para dentro dela novamente, ficamos naquela sincronia de entra e sai, com nossas bocas coladas, o prazer começou a tomar conta de nossos corpos novamente, suas mãos escorregaram para minhas nádegas, apertando-as com força e pedindo: _Come sua puta, come sua safada, sou sua cachorra, e você? É de quem? _ Sou seu amor, apenas seu, e agora seremos nós dois.
Ela foi mexendo a cintura, eu socando em sua bucetinha, então sai de dentro dela, a virei bruscamente, com força, colocando ela de quatro, e novamente soquei com tudo, apertando sua bundinha, dando tapas nela, quando não estava mais agüentando, segurei sua cintura com força, socando sem parar em sua bucetinha, quando percebi ela tremer e urrando ao gozar também me soltei e gozei forte dentro dela, mas estava tão gostoso que não queria sair daquele “ninho” fervente. Continuei a meter devagar, mas o corpo não respondia mais, e caímos exaustos, apagando.
Nossa sorte foi acordar ao amanhacer antes das crianças, porque se não iria ficar confusos com tanta bagunça em nosso quarto, cremes, óleos, brinquedos e roupas esparramado por todos os lugares.
Após este dia nossa relação está sendo reconstruída, nossas conversas e cumplicidade aumentaram, ela quis saber como eu encontrava as pessoas, então criamos vários perfis em sites de relacionamento adulto, e a coisa esquentou ainda mais, conto no próximo conto nossa visita a uma casa de Swing.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Followers

Arquivo do blog

arquivos de sexo

mauriciolaneltimao@gmail.com

blog futebol ao vivo todos os sem travar clique aki em baixo na imagem

blog futebol ao vivo todos os sem travar clique aki em baixo na imagem
blog do bigao futebol ao vivo

Sport News

Moto GP News

Translate,tradutor

Football News

Pesquisar postagens

linkg

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Advertise

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

pessoas online neste blog

pessoas onlines visitando esse site

ver todas as playboys

Total de visualizações de postagens em todos blogs

Contador de visitas

paises visualizações

visitantes onlines

utilizadores online

Postagens populares

Postagens populares